A Cozinha Italiana presente na Gastronomia Curitibana


Sempre que visitamos uma cidade degustamos de novos sabores e é comum nos depararmos com restaurantes que servem algo referente à culinária mundial nas cidades, principalmente nos grandes centros e, na capital paranaense isso não é diferente. Curitiba apresenta um diferencial quando o assunto é a cozinha mundial; por ter sido colonizada por europeus, a cidade possui em suas raízes hábitos e culturas desse povo que também se fazem presente em sua gastronomia.

A história de Curitiba com a culinária européia, em especial a italiana, se iniciou no séc. XIX. Durante esse período, o povo europeu enfrentou a revolução industrial e muitos sonhavam com uma vida melhor que o trabalho nas fabricas poderia lhes proporcionar, porém, muitos acabaram migrando do campo para a cidade em busca de empregos nas novas indústrias e isso acabou gerando um inchaço populacional nas cidades do velho mundo. As condições de vida na Europa começaram a ficar precárias, o continente ainda não possuía um bom planejamento para oferecer uma vida tranqüila, livre da fome e doenças para tantas pessoas e isso fez com que muitos migrassem para o Brasil em busca de melhores condições. Então, a partir do ano de 1878, os navios a vapor começaram a atracar no porto de Paranaguá, trazendo muitos imigrantes europeus que possuíam na sua bagagem, além de pertences pessoais, sua cultura e sabores da gastronomia vigente em seu país. Alemães, ucranianos e poloneses migraram para Curitiba, ajudando a cidade a se desenvolver, porém, os italianos estavam em grande maioria e foram um dos povos mais importantes nesse processo, talvez até os mais importantes.

O bairro de Santa Felicidade foi construído durante esse período e, atualmente, é o lugar que mais resguarda a cultura italiana na cidade. Além de ser parada importante quando o assunto diz respeito a roteiro gastronômico, na antiga colônia, que hoje é um bairro de expressão da capital, é possível encontrar dezenas de restaurantes, rotisseries, cantinas e pizzarias que têm a culinária napolitana como guia. A grande maioria desses estabelecimentos foi fundado pelos próprios italianos há algumas décadas atrás e funcionam até os dias atuais, exemplo destes é o Restaurante Madalosso que foi construído em 1963, quando o casal Antonio e Rosa Madalosso resolveram comprar uma velha cantina que enfrentava problemas. Atualmente, o Madalosso é o maior restaurante da América Latina.

Anúncios

Marcado:, ,

%d blogueiros gostam disto: