Qual é o valor nutritivo do vinho?


valor nutritivo do vinho

 

O vinho é uma fonte razoável de energia, com baixos teores de vitaminas hidrossolúveis e minerais. O açúcar contribui muito pouco para seu conteúdo energético (exceto no caso dos vinhos licorosos, doces e suaves), que se deve essencialmente ao etanol, que possui cerca de 7 kcal/g (apenas para você ter uma idéia, contra as 9 kcal/g dos lipídios e 4 kcal/g os carboidratos).

Um exemplo disso é o fato de um litro de vinho seco, contendo cerca de 60 a 150 g de álcool por litro, chega a fornecer de 400 a 1.000 kcal. Ao contrário dos carboidratos ou gorduras, que podem ser armazenados no corpo, na forma de glicogênio e triglicerídeos, respectivamente, o álcool não precisa ser digerido, podendo ser diretamente absorvido pela parede intestinal.

Quanto ao teor de vitaminas, o vinho contém pequenas quantidades destes compostos, como vitaminas A, C e as do complexo B (B1, tiamina; B2, riboflavina e a B12, cianocobalamina), além de minerais, especialmente potássio e ferro. Contudo, é importante lembrarmos que o consumo excessivo de álcool pode causar distúrbios na absorção de outras vitaminas e minerais.

Pela tabela abaixo, você pode conferir o valor nutricional médio dos vinhos de mesa (Fonte da tabela: Emedix-UOL).

Tabela – Valor nutricional do vinho tinto de mesa

Vinho, tinto, mesa
Quantidade

100 ml

Água (%)

88

Calorias

73,53

Proteína (g)

Traços

Gordura (g)

0

Ácido Graxo Saturado (g)

0

Ácido Graxo Monoinsaturado (g)

0

Ácido Graxo Poliinsaturado (g)

0

Colesterol (mg)

0

Carboidrato (g)

2,94

Cálcio (mg)

7,84

Fósforo (mg)

17,65

Ferro (mg)

0,39

Potássio (mg)

110,78

Sódio (mg)

4,9

Vitamina A (UI)

Valor não determinado

Vitamina A (Retinol Equivalente)

Valor não determinado

Tiamina (mg)

0

Riboflavina (mg)

0,03

Niacina (mg)

0,1

Ácido Ascórbico (mg)

0

Nos últimos anos, diversos trabalhos científicos têm relacionado o consumo de vinho com benefícios a saúde . Os maiores responsáveis pelos efeitos benéficos do vinho são os chamados polifenóis, por possuírem um efeito antioxidante muito potente e ainda apresentarem ação antibiótica.

Entre os polifenóis mais estudados presentes nos vinhos, quanto a sua ação benéfica à saúde humana, destaca-se o resveratrol (ao lado), que possui ação protetora em relação às doenças cardiovasculares.

O consumo regular de vinho está associado a benefícios ao coração, circulação sanguínea, digestão, osteosporose, obesidade e outros.

Contudo, é importante ressaltar que estes benefícios só ocorrem quando o vinho é consumido com moderação, como parte de uma dieta balanceada e principalmente por pessoas que não tenham contra-indicação ao consumo de bebidas alcoólicas.

Mais do que nunca aquela frase histórica se faz valer: Faça do seu alimento, o seu medicamento.

Bons vinhos!

Anúncios

Marcado:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: